Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

A natureza vista bem de perto!

Imagem
Imagens microscopia eletrônica de pólens, sementes e frutos de diversas plantas.
Rob Kesseler  revela um mundo oculto que está além do alcance do olho humano. O artista é fascinado pela ciência da macrofotografia e utilizando técnicas especiais consegue imagens impressionantes revelando estruturas complexas e ao mesmo tempo frágeis utilizando amostras de plantas, pólen, sementes, frutos e folhas. As amostras originais são cobertas por uma fina camada de ouro e fotografadas em microscópio eletrônico de varredura. Para atingir aspecto mais próximo possível das plantas originais, Rob emprega cores às imagens e as torna mais atraentes e incríveis.
Bulbostylis hispidula.
Calotis breviradiata.
Cardiospermum sp.
Castilleja flava.
Centaurea sp.
Commelinaceae.
Hackelia sp.
Semente de Hippocrepis unisiliquosa
Semente de Krameri erecta
Rubus phoenicola

Garra rufa, o peixe-médico!

Imagem
Esta espécie de peixe é endêmica das bacias hidrográficas das áreas setentrionais e centrais do Oriente Médio, podendo também ser encontrado em rios e lagoas da Turquia e do norte da Síria.  Nestes locais, as pessoas utilizam o a fome insaciável deste peixinho em favor da medicina. Isso mesmo! Em contato com seres humanos, o Garra rufa, se alimenta de células mortas, mordiscando levemente a pele amolecida pela água. Na Turquia, foi criada uma piscina ao ar livre com peixes que se alimentam da pele de doentes com psoríase. O peixe consome apenas a pele morta ou afetada pela doença, deixando a pele saudável crescer normalmente.  Ainda que este tratamento não cure a doença, apenas aliviando temporariamente os sintomas, os doentes repetem periodicamente os tratamentos e muitos utilizam apenas os peixes como meio de controlar a doença. Antes x Depois Na estética, são conhecidos como peixes-pedicure. Seguindo o mesmo princípio, centros de beleza espalhados por todo mundo, tem utilizado o G. rufa…

Pitanga - Eugenia uniflora L.

Imagem
A pitanga, fruto da pitangueira, pertence à família botânica das Myrtaceae. É uma planta frutífera nativa do Brasil, da Argentina e do Uruguai. O seu nome vem da palavra tupi "pyrang", que significa "vermelha".  Já era apreciada pelos colonizadores que a cultivavam em suas residências, e de seus frutos produziam doces e sucos, além de utilizarem suas folhas na medicina popular. Apesar de sua origem tropical, seu cultivo já se encontra difundido por diversos países, podendo ser encontrada no sul dos Estados Unidos, nas ilhas do Caribe e em alguns países asiáticos. No Brasil, a região nordeste é a única a explorar comercialmente esta fruta de alto potencial econômico. A pitangueira frutifica de outubro a janeiro, e existe uma grande variação na coloração da fruta, indo do laranja, passando pelo vermelho, e chegando ao roxo, ou quase preto. As folhas da pitangueira têm conhecidas atividades terapêuticas, tendo sido usadas no tratamento de diversas enfermidades, como febr…

Algumas espécies de macaco em extinção!

Imagem
De acordo com dados fornecidos pelo Ministério do Meio Ambiente em meados de 2008, o Brasil possui em torno de 620 espécies ameaçadas de extinção. Essa lista inclui mamíferos, répteis, anfíbios, aves, peixes e invertebrados. Devagar vamos mostrando esses animais, hoje vamos ver os macacos que estão em situação crítica no nosso país.
Alouatta guariba A guariba-marrom-do-norte, também conhecido como bugio-marrom-do-norte, vive em fragmentos isolados da Mata Atlântica. O ministério aponta cinco motivos para o alto grau de ameaça do animal: intenso processo de destruição da floresta; desmatamento, sobretudo para a implantação de monoculturas exóticas, como o eucalipto; comércio ilegal como animais de estimação; caça ilegal e predatória (principalmente no passado) e incêndios florestais.
Saguinus bicolor
O sagui-de-duas-cores pode ser encontrado em uma região próximo de Manaus. É chamado também de sauim-de-coleira, sauim-de-Manaus, sauim-de-duas-cores e sauim. Chega a até 32 cm de comprimento,…