Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Jenipapo - Genipa americana L.

Imagem
Classificação Botânica: Nome Científico: Genipa americana L. Família: Rubiaceae Origem e dispersão: O jenipapeiro é originário da América Tropical e Índia Ocidental. Está distribuído por vários países e é comum no Nordeste brasileiro. É encontrado desde o Norte e Nordeste até o Estado de São Paulo. Características: A árvore é alta, caule reto, alcançado até 15 m de altura. O fruto é uma baga ovóide de 8 a 12 cm de comprimento e 6 a 9 cm de diâmetro, cinzento ou marrom, com polpa marrom clara e numerosas sementes pardas e achatadas com 6 a 12 mm de comprimento e peso até 550 g. Frutifica de novembro a fevereiro. Folhas: Suas folhas são verde escuro, oblongas e agudas, possuem superfícies e margens lisas e se apresentam agrupadas no extremo dos ramos. Flores: Flores grandes, vistosas, hermafroditas amarelo-ouro contendo 5 pétalas, brancas logo que se abrem passando a amareladas, levemente aromáticas, reunidas em inflorescência. Fruto

Urucu - Bixa orellana

Imagem
Classificação Botânica: Nome Científico: Bixa orellana Sinonímia: Bixa acuminata, Bixa americana, Bixa odorata, Bixa platycarpa, Bixa tinctoria, Bixa katangensis, Bixa purpurea, Bixa upatensis, Bixa oviedi, Bixa urucurana, Orellana americana, Orellana orellana, Bixa arborea. Nome Popular: Urucum, urucuzeiro, açafrão, açafrão da terra, açafroa, achicote, achiote, achote, bija, bixa, colorau, orucú, tintória, urucú, urucú-da-mata, urucú-bravo, urucuuba, uru-uva. Família: Bixaceae Divisão: Angiospermae Origem: América Tropical Ciclo de Vida: Perene Etimologia: "Urucu" e "urucum" originam-se do tupi transliterado uru'ku, que significa "vermelho", numa referência à cor de seus frutos e sementes. Em cultura SÓLIDA lusófona, chama-se ainda açafroa e também colorau (forma imprópria, a designar especificamente o condimento, também o corante, preparados à base de sementes do urucu trituradas ao pó, puras e/ou misturad

Pau-brasil - Caesalpinia echinata

Imagem
Meu filho, Ayslan Costa, de 8 anos, leu que o nome do nosso país deriva do nome de uma árvore, o Pau-brasil. E assim ele passou a me fazer várias perguntas sobre esta planta. Então para tentar responder seus questionamentos e principalmente para incentivá-lo a ler, a postagem desta semana é sobre o Pau-brasil. Nome Científico: Caesalpinia echinata Sinonímia: Guilandina echinata Família: Fabaceae   Divisão: Angiospermae Origem: Brasil Ciclo de Vida: Perene Porque ao lado do nome Pau-brasil vem um nome esquisito? Talvez você não saiba, mas as espécies são identificadas sempre por dois nomes. Um (às vezes, vários) é aquele como nós popularmente a chamamos e o outro é como os cientistas, preocupados com a classificação rigorosa de suas espécies, a denominam e registram. Com o pau-brasil não poderia ser diferente. Seu nome científico é Caesalpinia echinata Lam. Mas esse nome esquisito parece um palavrão! Nada disso! Acontece que, como em todo nome cie

Macaúba - Acrocomia aculeata

Imagem
Nome popular: macajuba; coco-de-espinho  Nome científico: Acrocomia aculeata (lacq ) Lood. ex Mart Família botânica: Palmae Origem: Matas do norte até o sudeste do Brasil "Entre os coqueiros que vegetam produzem abundantemente no Brasil, dando cocos geralmente apreciados  e de grande valor industrial e comercial, distingui-se o que é mais vulgarmente conhecido no norte do Brasil  como macaubeira e no sul, coqueiro-de-catarro. É vasta a sinonímia popular desse coco ou coqueiro:  mucajá, mocujá, mocajá, macaúba, macaíba, macaiúva, bacaiúva,  bocaiúva, umbocaiúva, imbocaiá, mbocaiúva ou mbocaíba."  FRUTAS DO BRASIL -  Eurico Teixeira Características da planta Palmeira de até 15 m de altura. Estipe ereto reco-berto pelos restos das folhas velhas apresentando muitos espinhos escuros em sua superfície Folhas de até 1m de comprimento, de aspecto crispado com espinhos. Flores agrupadas em cachos de até 80 em de  comprimento, pequenas, amareladas. Surgem