Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Sapoti - Manilkara zapota (Acbras zapota L.)

Imagem
ORIGEM E DISPERSÃO O sapotizeiro é originário do México e América Central, de onde se disseminou para os trópicos americanos, Ásia e África. No Brasil o sapotizeiro é encontrado principalmente nos estados das regiões Norte e Nordeste. CARACTERÍSTICAS GERAIS: O sapoti é o fruto do sapotizeiro, que é uma árvore cuja altura pode chegar até mais de 15m, com uma copa de folhagem densa e muitos ramos. Além de produzir o seu fruto, a madeira desta árvore pode ser aproveitada na produção de móveis e outras peças de carpintaria. CONSUMO: O fruto desta árvore, o sapoti, pode ser consumido ao natural ou utilizado na produção de geléias, compotas e, ainda, para sucos. Em sua composição encontramos as vitaminas B1, B2 e C, além de cálcio, ferro e fósforo. O valor calórico do sapoti é de 96 calorias em cada 100gr da fruta. CULTIVARES: As variedades não estão bem definidas e são distinguidas pela forma da copa e dos frutos; plantas que produzem frutos ovais são chamad

Feliz Dia internacional da mulher

Imagem
Homenagem do Natureza Bela à todas as mulheres. A Mulher ideal ... É aquela que é maravilhosa acima de tudo. Que pode com um sorriso provocar amor e felicidade. A Mulher ideal ... É aquela que é simples por natureza. Que pode explanar com simples gestos toda a sua feminilidade e grandeza. A Mulher ideal ... É aquela que sabe como ninguém entender os sinais do amado antevendo lhe os movimentos estando sempre ao seu lado. A Mulher ideal ... É aquela que não seja perfeita, pois somente Deus o é, mas que busque a perfeição em todos os seus gestos. A Mulher ideal ... É aquela que mostra a sua beleza todos os dias, como no primeiro encontro. Fazendo dos momentos com o seu amado um eterno reencontro. A Mulher ideal ... É aquela que mesmo com o passar dos anos, tenha sempre o sorriso de menina, pois o enrugar da pele é ínfimo perante a alma feminina. A Mulher ideal ... É aquela que se apresenta perante a sociedade como a mais formosa dama. Mas quando

Canela-de-ema - Vellozia Squamata Pohl

Imagem
Família: Velloziaceae Nome científico: Vellozia Squamata Pohl Nome popular: Canela-de-ema Porte: arbusto Tipo de folha: simples Filotaxia: rosulada (trística) Látex: Não Espinho ou acúleo: Não Gavinhas: Não Características: Arbusto hermafrodita, ereto, pouco ramificado, glabro. Ramos dicotômicos, cilíndricos, formados por nós concêntricos de bainhas fibrosas. Folhas: aglomeradas no ápice dos ramos, sésseis, com bainha, limbo linear, pergaminhoso, rígido, ápice angusto, base carenada. Flores: actinomorfas, aparentemente sésseis, perianto petaloide, lilás, infundibuliforme, 6 tépalas livres, oblongo lanceolados; estames 6, inseridos nas bases das tépalas; filetes filiformes; anteras rimosas, amarelas, basifixas, lineares; ovário ínfero, trilocular, com muitos óvulos axilares; estilete filiforme, triangular; estigma amarelo, capitado. Floração: de março a junho. Fruto: cápsula loculicida trivalvar, ocráceo, trígono-oblongoi