Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Trapiá - Crateva tapia L.

Imagem
CLASSIFICAÇÃO: Família: Brassicaceae Subfamília: Capparoidae Gênero: Crateva. Espécie: Crateva tapia CARACTERÍSTICAS: TAPIÁ OU TRAPIÁ vem do tupi guarani e quer dizer “fruta de anta”, pois esse mamífero tem grande predileção por essa fruta. Também chamado de Boloteira, Cabaceira ou Basparí na Bahia.  Arvore elegante, de 4 a 15 m conforme as variações climáticas de cada região. Copa é arredondada ou semelhante a um guarda-chuva, e troncos e galhos esparsos que se estendem na horizontal. O tronCo é tortuoso, cilíndrico, de 20 a 45 cm de diâmetro, com ritidoma (casca) glabro (sem pelos), áspero, de coloração creme acinzentado, e quando cortada exala cheiro característico de alho.  As folhas são alternas, glabras em ambas as faces, membranáceas, trifoliadas (com três folíolos saindo do mesmo ponto), sob pecíolo (haste ou suporte) circular, longo de 5 a 9 cm de comprimento, cuja lamina foliar é presa por peciólulos (hastes secundarias) subsésseis (muito curtas) de 4

Catanduva - Pityrocarpa moniliformis

Imagem
CLASSIFICAÇÃO: Família: Fabaceae Subfamília: Mimosoideae Período de floração: Transição entre a estação seca e a chuvosa . Origem e Habitat:  Caatinga, Mata Atlântica. CARACTERÍSTICAS: A catanduva é uma espécie  pioneira, de porte médio e  no nordeste do Brasil ocorre  principalmente em solos arenosos.  Suas inflorescências são reunidas  em espigas, formadas por  flores pequenas, perfumadas e  com coloração amarelo claro.  floração: Sua floração em massa ocorre  principalmente entre os meses  de dezembro e abril, esse período  é caracterizado pela transição  da estação seca para a chuvosa.  Durante esse período ainda ocorre  muita carência de recursos florais  na caatinga. Suas flores produzem  néctar e pólen em abundância, os  quais são responsáveis por atrair  vespas, moscas e principalmente  abelhas. Durante o período de  transição entre a estação seca e a  estação chuvosa, a catanduva é a  principal fonte de pólen utilizada  pela abelha jandaíra (M

Pacoté - permum vitifolium

Imagem
Nome comun: algodão-do-mato O pacoté ou algodão-do-mato é uma árvore de pequeno porte que  perde todas as folhas a estação  seca. No entanto, durante a floração  sua copa é formada apenas por  flores amarelas e grandes que  enfeitam a paisagem da caatinga.  Suas flores não produzem néctar,  mas suas anteras poricidas, cujos  grãos de pólen são liberados por  vibração, disponibilizam grandes  quantidades de pólen aos visitantes  florais.  Durante a estação seca suas  flores constituem uma importante  fonte de pólen para as abelhas  nativas. Os principais polinizadores  dessa planta são abelhas de médio  ou grande porte, as quais vibram  nas anteras para retirar o pólen  como, por exemplo, as abelhas  mamangavas-de-toco (gênero  Xylocopa) e as abelhas do gênero  Centris. Essa espécie é ornamental, possui  crescimento rápido, é indicada  para a construção de jardins  com flora melífera e também  pode ser utilizada em áreas de  reflorestamentos.  F

Araçá – Psidium cattleyanum

Imagem
CLASSIFICAÇÃO: Nomes comuns: Araçá, Araçá-amarelo, Araçá-comum, Araçá-da-praia, Araçá-de-comer, Araçá-de-coroa, Araçá-do-campo, Araçá-rosa, Araçá-vermelho. Família: Myrtaceae Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Frutíferas Origem e Habitat: América do Sul, Brasil. CARACTERÍSTICAS: O araçazeiro, cujo fruto é o araçá, é uma árvore ou arvoreta, de copa esparsa, muitas vezes com porte arbustivo, alcançando de 1 a 9 metros de altura. Ocorre naturalmente da Bahia ao Rio Grande do Sul, na Mata Altlântica. Seu tronco é tortuoso e apresenta casca lisa, escamosa, na cor cinza a marrom avermelhada, com ramos pubescentes quando jovens. As folhas são opostas, coriáceas, glabras, simples, inteiras, com forma elíptica a oblonga, e 5 a 10 cm de comprimento. As flores são solitárias, axilares e brancas, com longos estames. O período de florescimento é longo, estendendo-se de junho a dezembro. frutificação: A frutificação do araçazeiro também se estende