Lindos Pássaros Com As Mais Exuberantes e Coloridas Plumagens

Imagem
Um vídeo impressionante de diversos pássaros exibindo suas belíssimas plumagens coloridas está deixando os internautas boquiabertos! “Pássaros coloridos”, diz a legenda compartilhada junto com o clipe no Instagram. O vídeo, publicado há alguns dias, já recebeu mais de 100 milhões de visualizações, além de mais de 7 milhões de curtidas e milhares de comentários de internautas que ficaram impressionados com a beleza das aves. “Oh meu Deus, que beleza”, disse um usuário do Instagram. “Não há artista maior que Deus”, afirmou outro. “Mesmo com efeitos, são especiais”, comentou um terceiro internauta. “Criação divina é algo que esta além da nossa compreensão, tudo perfeito”, escreveu mais um. De acordo com o site Pet Helpful, a araracanga, também conhecida como arara-escarlate, é um dos pássaros mais coloridos do mundo. Nativa da América do Sul, essa arara de grande porte exibe cores vermelhas, amarelas e azuis muito proeminentes em suas plumagens. Fontes:  MSN | Hotmail, Notícias, Famosos,

Os Maiores Animais do Mundo

Os maiores animais do mundo podem variar em diferentes categorias, incluindo o maior animal terrestre, o maior animal marinho e o maior animal voador. 

É importante ressaltar que a classificação dos maiores animais pode variar dependendo do critério utilizado, como comprimento, peso, altura, envergadura de asas, entre outros. Além disso, existem diversas espécies de animais com características impressionantes e tamanhos consideráveis, e esses exemplos representam apenas algumas das principais referências. 

Vejamos alguns deles:

Maior Mamífero: Baleia Azul.

A baleia-azul (Balaenoptera musculus) não é somente o maior mamífero, é o maior animal do mundo, tanto em termos de comprimento quanto de peso. Ela é uma espécie de baleia pertencente à família Balaenopteridae. As baleias-azuis têm corpos longos e esbeltos, com uma coloração azul acinzentada na parte superior e uma tonalidade mais clara na parte inferior. Elas possuem uma cabeça larga e longa, que abriga uma garganta expansível conhecida como barbatana, que lhes permite engolir grandes quantidades de água e filtrar o alimento.

As baleias-azuis podem atingir comprimentos impressionantes de até 30 metros, com alguns registros indicando indivíduos chegando a 33 metros de comprimento. Quanto ao peso, elas podem pesar entre 150 e 200 toneladas, o equivalente a mais 25 elefantes africanos adultos. Sua língua sozinha pode pesar tanto quanto um elefante.


Essas baleias são encontradas em todos os oceanos do mundo, mas preferem águas frias e ricas em krill, que é o seu principal alimento. Elas se alimentam por meio de um processo chamado alimentação por filtração, no qual engolem grandes quantidades de água e filtram o krill e outros pequenos animais marinhos com suas barbatanas de filtragem.

Apesar de seu tamanho impressionante, as baleias-azuis são animais dóceis e geralmente não representam ameaça aos seres humanos. No entanto, como todas as baleias, elas foram afetadas pela caça comercial no passado, e suas populações ainda estão se recuperando. Atualmente, estão protegidas por leis internacionais e esforços de conservação para garantir sua preservação.

Maior Mamífero Terrestre: Elefante Africano

O maior mamífero terrestre é o elefante africano (Loxodonta africana). Os elefantes africanos são animais de grande porte, com os machos adultos podendo atingir até 3,3 metros de altura no ombro e pesar até 6 toneladas. Eles possuem corpos robustos, pernas fortes e orelhas grandes. Os elefantes africanos também se destacam por suas presas, que são dentes superiores alongados e curvados, tanto em machos quanto em algumas fêmeas.

Esses elefantes são encontrados em várias regiões da África, incluindo países como Botswana, Tanzânia, Zâmbia, Zimbábue e África do Sul. Eles vivem em diferentes habitats, como florestas, savanas e áreas de vegetação densa.

Os elefantes africanos são animais sociais e vivem em grupos conhecidos como manadas. As fêmeas e seus filhotes formam a estrutura principal da manada, liderada por uma matriarca experiente. Os machos tendem a ser mais solitários ou formar grupos temporários com outros machos.

Infelizmente, os elefantes africanos têm enfrentado ameaças significativas, como a caça ilegal devido ao comércio de marfim, a perda de habitat e os conflitos com humanos. Esses fatores contribuíram para uma diminuição nas populações de elefantes africanos em muitas áreas. No entanto, esforços de conservação e proteção estão em andamento para garantir sua sobrevivência e proteção.

Maior Ave: Avestruz

A maior ave do mundo é o avestruz (Struthio camelus). Os avestruzes são aves não voadoras e pertencem à família Struthionidae. Eles são nativos das regiões da África subsaariana, onde habitam principalmente as savanas e áreas abertas.

Os avestruzes são conhecidos por seu tamanho impressionante. Os machos adultos podem alcançar uma altura de até 2,5 metros e pesar cerca de 150 a 180 kg, enquanto as fêmeas geralmente são um pouco menores. Eles têm corpos grandes e musculosos, pescoços longos e pernas fortes. Suas asas são curtas e não são adequadas para o voo, mas são usadas para ajudar no equilíbrio durante a corrida.

Além do seu tamanho, os avestruzes também são conhecidos por possuírem olhos grandes e uma velocidade de corrida impressionante. Eles podem atingir velocidades de até 70 km/h, o que os torna as aves mais rápidas do mundo.

Os avestruzes são aves herbívoras, alimentando-se principalmente de plantas, sementes, frutas e folhas. Eles também têm uma dieta oportunista e podem comer insetos, pequenos vertebrados e até mesmo pedras para auxiliar na digestão.

Devido ao seu tamanho, os avestruzes têm poucos predadores naturais em seu habitat, embora os filhotes possam ser alvo de alguns carnívoros. Os avestruzes também têm uma estratégia defensiva interessante, que consiste em fugir em vez de lutar. Quando se sentem ameaçados, eles correm a altas velocidades e podem usar suas pernas e garras poderosas para se defender.

Além de serem apreciados por sua beleza e tamanho impressionante, os avestruzes também são criados em algumas regiões para a produção de carne, couro e plumas, que são utilizadas na indústria da moda e decoração.

Maior Peixe: Tubarão-baleia

O maior peixe do mundo é o tubarão-baleia (Rhincodon typus). O tubarão-baleia é uma espécie de tubarão que habita principalmente águas tropicais e quentes ao redor do mundo. Eles são conhecidos por seu tamanho gigantesco e aparência marcante.

Os tubarões-baleia podem atingir comprimentos impressionantes, com os maiores exemplares registrados medindo cerca de 12 a 18 metros de comprimento. Estima-se que possam pesar até 20 toneladas. Sua boca é extremamente ampla, podendo se abrir até 1,5 metros, e possuem dentes pequenos e numerosos, usados principalmente para filtrar seu alimento.

Apesar do seu tamanho intimidante, os tubarões-baleia são criaturas dóceis e inofensivas para os seres humanos. Eles se alimentam principalmente de plâncton, pequenos peixes e crustáceos, filtrando-os da água com suas grandes brânquias. Os tubarões-baleia nadam lentamente com suas enormes barbatanas e utilizam sua boca aberta para capturar as partículas de alimento.

Os tubarões-baleia são animais migratórios e podem ser avistados em várias partes do mundo, como nas águas tropicais do Oceano Índico, Oceano Pacífico e Mar do Caribe. Existem esforços de conservação em andamento para proteger esses magníficos peixes, já que enfrentam ameaças como a pesca predatória e a degradação do seu habitat.

É importante mencionar que existem outras espécies de peixes grandes, como o tubarão-frade (Cetorhinus maximus) e o esturjão-beluga (Huso huso), que também podem alcançar tamanhos impressionantes. No entanto, o tubarão-baleia é amplamente reconhecido como o maior peixe do mundo.

Maior Réptil: Crocodilo Marinho

O maior réptil do mundo é o crocodilo marinho (Crocodylus porosus), também conhecido como crocodilo-de-água-salgada. Esses crocodilos são encontrados nas regiões costeiras e de água salgada do sudeste da Ásia, norte da Austrália e ilhas adjacentes.

Os crocodilos marinhos são conhecidos por seu tamanho impressionante e robustez. Os machos adultos podem atingir comprimentos de até 6 a 7 metros, enquanto as fêmeas tendem a ser um pouco menores, mas ainda alcançam dimensões significativas. Alguns indivíduos excepcionais foram relatados com mais de 8 metros de comprimento.

Além do seu tamanho, esses crocodilos têm uma constituição física poderosa, com mandíbulas fortes e dentes afiados. Eles são predadores formidáveis, capazes de caçar e se alimentar de uma variedade de presas, incluindo peixes, tartarugas, aves, mamíferos e até mesmo outros répteis.

Os crocodilos marinhos são conhecidos por sua adaptabilidade em habitats aquáticos, incluindo estuários, manguezais, rios e áreas costeiras. Eles são capazes de suportar tanto água salgada quanto água doce, embora prefiram áreas com influência de maré.

Devido ao seu tamanho e natureza predatória, os crocodilos marinhos são considerados animais perigosos para os seres humanos. Eles possuem uma reputação de ataques a humanos que se aproximam de seu território ou quando se sentem ameaçados. No entanto, esses encontros são relativamente raros.


Os crocodilos marinhos são protegidos por leis em muitos países de sua distribuição, e esforços de conservação estão em andamento para garantir sua sobrevivência e proteção, uma vez que enfrentam ameaças como a perda de habitat e a caça ilegal.

Maior Lagarto: Dragão de Komodo

O maior lagarto do mundo é o dragão-de-komodo (Varanus komodoensis), também conhecido como o lagarto-de-komodo. Ele é nativo das ilhas de Komodo, Rinca, Flores, Gili Motang e Padar, na Indonésia.

Os dragões-de-komodo são répteis impressionantes e robustos. Os machos adultos geralmente têm um comprimento médio de 2 a 3 metros, mas alguns indivíduos excepcionais podem chegar a 3,5 metros ou mais. Em termos de peso, eles podem pesar até 70 kg ou mais.

Esses lagartos têm uma aparência distintiva, com corpos maciços, membros fortes e caudas longas. Eles possuem pele áspera e escamosa, geralmente na cor cinza, marrom ou verde-oliva, o que lhes proporciona camuflagem em seu habitat natural.

Os dragões-de-komodo são conhecidos por suas habilidades de caça e são predadores no topo da cadeia alimentar em seu ecossistema. Eles têm uma mordida poderosa, com dentes afiados e serrilhados, e são capazes de caçar presas de grande porte, como veados, búfalos, javalis e até mesmo animais menores, como pássaros e lagartos.

Além disso, os dragões-de-komodo possuem uma glândula de veneno na mandíbula inferior, embora não sejam venenosos no sentido tradicional. O veneno contém substâncias que ajudam na coagulação sanguínea e podem causar choque e perda de consciência em suas presas.

Os dragões-de-komodo são considerados uma espécie em perigo de extinção de acordo com a Lista Vermelha da IUCN. Eles enfrentam ameaças como a perda de habitat, a caça ilegal e conflitos com humanos. Medidas de conservação e proteção estão em vigor para preservar essas incríveis criaturas e seu habitat único.

Maior Cobra: Sucuri-verde

A maior cobra do mundo é a sucuri-verde (Eunectes murinus), também conhecida como anaconda. Ela é encontrada nas regiões pantanosas da América do Sul, incluindo Brasil, Venezuela, Peru, Colômbia e Guiana.

As sucuris-verdes são cobras de grande porte e podem atingir comprimentos impressionantes. Os registros relatam exemplares com mais de 8 metros de comprimento, embora o tamanho médio seja geralmente entre 4 e 6 metros. Além disso, algumas sucuris-verdes podem pesar mais de 100 kg.

Essas cobras têm corpos robustos e musculosos, com escamas de cor verde-oliva. Elas possuem uma cabeça grande e achatada, com mandíbulas flexíveis e dentes afiados. As sucuris-verdes são não venenosas e matam suas presas através da constrição, envolvendo-as e apertando-as até que parem de respirar.

As sucuris-verdes são predadoras e se alimentam principalmente de mamíferos, como capivaras, veados, porcos-do-mato e até mesmo jacarés. Elas também podem se alimentar de aves, peixes e outros animais aquáticos.

Essas cobras são conhecidas por serem excelentes nadadoras e passarem a maior parte de sua vida em habitats aquáticos, como rios, lagos e pântanos. Elas possuem narinas posicionadas no topo da cabeça, permitindo que respirem enquanto permanecem quase completamente submersas.

As sucuris-verdes desempenham um papel importante nos ecossistemas em que vivem, ajudando a regular as populações de suas presas. No entanto, devido à perda de habitat, caça e conflitos com humanos, elas estão enfrentando ameaças e sua população está diminuindo em várias regiões.

É importante lembrar que existem outras cobras grandes, como a píton-reticulada (Python reticulatus) e a píton-américa (Python bivittatus), que também podem atingir tamanhos consideráveis. No entanto, a sucuri-verde é amplamente reconhecida como a maior cobra do mundo.

Maior Aracnídeo: Tarântula-golias

A tarântula-golias, também conhecida como tarântula-gigante, é a maior espécie de aranha do mundo. Seu nome científico é Theraphosa blondi. Elas são encontradas nas florestas tropicais do norte da América do Sul, principalmente na região da Amazônia.

As tarântulas-golias possuem corpos robustos e pernas longas e grossas. Os machos geralmente atingem um tamanho de 15 a 25 centímetros de envergadura das pernas, enquanto as fêmeas podem chegar a incríveis 25 a 30 centímetros ou até mais. Essas aranhas são conhecidas por sua coloração marrom ou marrom-avermelhada, que pode se tornar mais clara ou mais escura dependendo do indivíduo.

Apesar do seu tamanho impressionante, as tarântulas-golias são relativamente calmas e não representam uma ameaça significativa aos seres humanos. Elas são principalmente criaturas noturnas e vivem em tocas subterrâneas que elas mesmas cavam. Sua dieta consiste principalmente de insetos, pequenos roedores e até mesmo pássaros.

Uma característica notável das tarântulas-golias é a presença de pelos urticantes em seu corpo. Esses pelos são uma forma de defesa, e quando ameaçadas, as aranhas podem liberar esses pelos, que podem causar irritação e coceira na pele e nas mucosas. Além disso, as tarântulas-golias possuem presas e podem morder se se sentirem acuadas.

Devido ao seu tamanho impressionante e sua aparência intimidante, as tarântulas-golias são populares em coleções de animais exóticos, e muitas vezes são mantidas como animais de estimação por entusiastas de aranhas. No entanto, é importante ressaltar que a posse de uma tarântula-golias requer cuidados específicos e conhecimento sobre suas necessidades e comportamento.

Em resumo, a tarântula-golias é uma espécie de aranha gigante encontrada na América do Sul, conhecida por seu tamanho impressionante e aparência marcante. Embora possam parecer assustadoras, elas geralmente não representam uma ameaça aos seres humanos, a menos que se sintam ameaçadas.

Maior Anfíbio: Salamandra-gigante-chinesa

O maior anfíbio do mundo é a salamandra-gigante-chinesa, cientificamente conhecida como Andrias davidianus, é uma espécie de anfíbio encontrada nas regiões montanhosas da China, principalmente nos rios e lagos das províncias de Hubei, Hunan e Guizhou. Ela é considerada o maior anfíbio do mundo em termos de tamanho.

As salamandras-gigantes-chinesas podem atingir dimensões impressionantes, com comprimentos que variam de 1,5 a 1,8 metros. Além disso, elas podem pesar mais de 25 quilogramas. Essas salamandras têm um corpo largo e robusto, uma cabeça larga e achatada, e uma pele com uma coloração escura e rugosa.

Elas possuem uma dieta carnívora, alimentando-se de uma variedade de presas, incluindo peixes, crustáceos e pequenos anfíbios. A salamandra-gigante-chinesa é conhecida por sua longevidade, podendo viver por mais de 50 anos.

Infelizmente, a salamandra-gigante-chinesa está em perigo de extinção devido à destruição de seu habitat natural, poluição da água e pesca excessiva. Essa espécie enfrenta muitas ameaças, e medidas de conservação estão sendo implementadas para proteger e preservar essa incrível criatura.

Maior Invertebrado: Calamar-colossal


O calamar-colossal, conhecido cientificamente como Mesonychoteuthis hamiltoni, é uma espécie de molusco marinho que habita as águas profundas do oceano. É considerado o maior invertebrado conhecido e um dos maiores animais do planeta.

Os calamares-colossais possuem corpos alongados e tentáculos enormes, que podem chegar a mais de 10 metros de comprimento. Sua cabeça é grande e os olhos são os maiores de qualquer animal conhecido, com diâmetros que podem ultrapassar 25 centímetros. A cor do calamar-colossal varia de rosa a vermelho, e sua pele é coberta por placas quitinosas e dentículos afiados.

Essas criaturas vivem em águas profundas e frias, geralmente entre 1000 e 2000 metros de profundidade, em regiões como o Oceano Antártico. Devido ao ambiente inacessível em que habitam, pouco se sabe sobre seu comportamento e características.

Acredita-se que o calamar-colossal tenha uma dieta carnívora e se alimente principalmente de peixes e outros cefalópodes. Sua boca contém um bico extremamente poderoso, capaz de rasgar a carne de suas presas. Além disso, eles possuem grandes ventosas em seus tentáculos, que podem ser usadas para agarrar e imobilizar suas presas.

A reprodução dos calamares-colossais também é pouco conhecida. Sabe-se que são animais solitários e que as fêmeas depositam seus ovos em massas gelatinosas, que flutuam na água até que os filhotes eclodam. Poucos exemplares dessa espécie foram encontrados e estudados, o que contribui para o mistério que envolve essas criaturas gigantes.

Embora sejam animais fascinantes, avistar um calamar-colossal vivo é extremamente raro. A maioria das informações sobre eles vem de espécimes encontrados em redes de pesca ou de animais mortos que encalharam em praias. Por causa de sua natureza elusiva e da dificuldade de estudá-los em seu habitat natural, ainda há muito a ser descoberto sobre o calamar-colossal.

Maior Crustáceo: Caranguejo-gigante-do-Japão

O maior crustáceo do mundo é o caranguejo-gigante-do-Japão, cientificamente conhecido como Macrocheira kaempferi. Essa espécie de caranguejo é encontrada principalmente nas águas do Oceano Pacífico, próximo às costas do Japão.

O caranguejo-gigante-do-Japão pode alcançar tamanhos enormes, com uma envergadura de pernas que pode chegar a mais de 3,8 metros. O corpo do caranguejo pode medir cerca de 40 centímetros de largura e seu peso pode exceder os 20 quilogramas.

Além de seu tamanho impressionante, o caranguejo-gigante-do-Japão é conhecido por sua aparência marcante, com pernas longas e espinhosas, uma carapaça grossa e uma coloração que varia entre tons de vermelho e laranja.

Esses caranguejos são normalmente encontrados em águas profundas e são mais ativos durante a noite. Eles têm uma dieta onívora, alimentando-se de peixes, moluscos, algas e detritos marinhos.

Devido à sua raridade e tamanho, o caranguejo-gigante-do-Japão é altamente valorizado e está protegido por regulamentações para evitar a pesca excessiva. É considerado uma atração turística popular em alguns locais no Japão, onde pode ser observado em aquários.

Maior Roedor: Capivara

O maior roedor do mundo é a capivara (Hydrochoerus hydrochaeris). Ela é nativa da América do Sul e é encontrada em grande parte da região, incluindo países como Brasil, Venezuela, Colômbia, Argentina e Uruguai.

A capivara é um animal grande e robusto, com uma aparência semelhante a um porco. Os machos tendem a ser maiores do que as fêmeas. Em média, elas têm cerca de 1,2 metros de comprimento e podem pesar entre 50 e 80 quilogramas. Além disso, a capivara tem uma altura na cernelha de cerca de 60 centímetros.

Esses roedores são conhecidos por seu comportamento semiaquático e são frequentemente encontrados em áreas próximas a rios, lagos e pântanos. Eles têm uma pelagem densa e marrom, com uma cabeça grande, olhos e orelhas pequenas.

As capivaras são animais herbívoros, se alimentando principalmente de plantas aquáticas, gramíneas e vegetação ribeirinha. Elas são animais sociais e vivem em grupos chamados "capivaras", compostos por várias fêmeas, machos e seus filhotes.

Devido ao seu tamanho e comportamento adaptável, a capivara se tornou uma espécie bem-sucedida em muitas áreas e é considerada uma espécie de menor preocupação em termos de conservação.

O Maior Animal Que Já Existiu: Patagotitan mayorum

O Patagotitan mayorum é o maior dinossauro conhecido e pertence à família dos saurópodes, um grupo de dinossauros herbívoros de pescoço longo. Ele viveu durante o período Cretáceo, há aproximadamente 100 a 95 milhões de anos, na região que hoje é a Patagônia, na Argentina.

Através do estudo do esqueleto gigante de um Patagotitan mayorum, descoberto em 2013, os cientistas acreditam que esse dinossauro poderia ter alcançado um comprimento total de cerca de 37 a 38 metros e um peso de aproximadamente 70 toneladas, tornando-o o maioro animal terrestre que já existira.

Essa espécie tinha um pescoço e cauda longos, pernas robustas e uma estrutura corporal similar a outros saurópodes. Provavelmente, se alimentava de plantas e se movia em quatro patas.

Os fósseis do Patagotitan mayorum forneceram importantes informações sobre a paleobiologia dos saurópodes e como esse gigante viveu e se desenvolveu durante o período Cretáceo.

Fontes:

https://iwc.int/home

https://www.nationalgeographicbrasil.com/

https://en.wikipedia.org/

https://www.atlasvirtual.com.br/







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas flores encontradas no Nordeste.

Boa-noite - Catharanthus roseus.

Xique-Xique (Pilocereus gounellei)