Seriam as girafas os para-raios da Natureza?

 Olá amantes da Natureza,

Mais uma vez replico o Megacurioso. Deste vez com um curioso artigo sobre as girafas. Vamos lá...


Por: EVANDRO VOLTOLINI

Como você provavelmente já ouviu falar, os raios procuram o caminho mais rápido para chegar ao chão e, por isso, costumam atingir os lugares mais altos. Essa é a razão pela qual nunca devemos nos proteger embaixo de uma árvore, durante uma tempestade ou pela qual prédios altos tem para-raios. Mas e num campo aberto? Será que uma girafa, com seus mais de quatro metros de altura, poderia atrair a eletricidade e se tornar uma espécie de para-raio da natureza? Um novo estudo científico indica que sim. 
A história começou em fevereiro de 2020, quando dois desses animais pescoçudos morreram na África do Sul, atingidos por uma tempestade. Os cientistas já suspeitavam que a altura deles poderia torná-los mais suscetíveis a serem vítimas de raios, mas nunca tinham tido a oportunidade de pesquisar isso mais a fundo, com dados. O acidente de fevereiro foi a "oportunidade" que eles precisavam. Já que os bichinhos morreram, que seja pelo bem da ciência, não é mesmo?

Foi um choque para todos

A bióloga conservacionista Ciska Scheijen contou à revista científica NewsScientist que a tempestada que matou as duas girafas pegou todos de surpresa: foi rápida e muito forte, em um dia com tempo bom. Foi um choque (ba-dum-tss).

Prontamente, ela soube que havia algo de errado, quando observou apenas seis girafas — em vez das oito que sempre andavam em bando. Então ela encontrou os dois animais mortos: uma fêmea de cinco anos e outra mais jovem. A mais velha tinha um enorme ferimento aberto em seu crânio, no chifre que as girafas têm no topo da cabeça.

Além disso, a girafa não tinha marcas de queimadura, sua carcaça não tinha sido consumida por animais necrófagos e ela tinha um forte cheiro de amônia, diferente do que deveria cheirar naquela situação. Esses sinais combinam perfeitamente com outro estudo, de 2014, que já tinha analisado a morte de girafas por raios.

Ao que tudo indica, a altura da fêmea mais velha, somada ao chifre que adiciona uns centímetros extras, fez com que ela servisse de para-raio naquela situação: de fato, a última vez que os biólogos a observaram, ela estava em um campo aberto, onde ela era o corpo mais alto, o que ajuda a corroborar a hipótese. Já a outra girafa morreu porque estava ao lado da colega e recebeu parte da descarga elétrica, provavelmente.

Mas as observações de Scheijen vão além disso: ela descobriu que as girafas andam distâncias 13% menores durante as chuvas — o que sugere que os bichos podem ficar espertos para não serem atingidos por um raio. Porém, o artigo publicado recentemente não dá nenhuma certeza sobre essa relação entre as girafas e as tempestades, sendo necessários mais estudos para comprovar as hipóteses. 

Por via das dúvidas, nunca fique perto de uma girafa numa tempestade. 

..............................................................................

Fonte: https://www.megacurioso.com.br


Comentários

  1. Muitíssimo interessante este artigo!
    Adorei!
    Ah sim, quando vir uma girafa em dia de chuva, ficarei bem longe delas!!! kkk.
    Adriana do Real Gramas

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Postagens mais visitadas deste blog

Boa-noite - Catharanthus roseus.

Algumas flores encontradas no Nordeste.

Xique-Xique (Pilocereus gounellei)