Jambo - Syzygium jambos



O jambo-rosa, ou jambo, é o fruto de uma espécie de Jambeiro, Syzygium jambos. Pertence ao gênero Syzygium e à família Myrtaceae, que inclui também a goiaba, a pitanga, o jamelão, a jabuticaba e o eucalipto. 

CLASSIFICAÇÃO:

DIVISÃO:
Magnoliophyta
CLASSE:
Magnoliopsida
ORDEM:
Myrtales
FAMÍLIA:
Myrtaceae
GÊNERO:
Syzygium
ESPÉCIE:
S. jambos

 

Características:


É uma árvore que alcança até 20 m de altura, possui copa densa com formato cônico, folhas opostas, pecioladas, elípticas, grande e glabras. O fruto é uma drupa oval, com 3 a 5 cm de diâmetro, cor amarelo ou róseo-branca ou arroxeada, muito aromático, polpa branca, esponjosa e de sabor suave. No centro há uma cavidade com 1 semente, formada por vários embriões carnosos, que se separam facilmente.
São frutos piriformes (em forma de pêra), com casca lisa e cerosa, rosada, esbranquiçada, amarela ou laranja-amarelada, polpa consistente e branca, e uma ou mais sementes de formato esférico no seu interior. É também conhecido como jambo-amarelo ou jambo-amarelado.
Syzygium jambos É uma espécie sempre-verde, tolerante a sombra, que se estabelece melhor em  condições  de  forte  sombreamento  (dossel  fechado),  onde  ocupa  o  estrato  médio  da  floresta.  Apresenta  grande  plasticidade  à  condições  ambientais  adversas  (ex.  alta  resistência  ao  vento  e  tolerância  ao  sal),  e  fácil  adapta ção  à  ambientes  de  florestas  tropicais  úmidas.  

USO:

Apresenta  diferentes  utilidades  ao  uso  humano.  Seus  indivíduos  são  usados  como  quebra-ventos  e  para  controle  de  erosão  (embora  existam  restrições).  Sua  madeira  é  amplamente  usada como combustível (lenha) (um dos principais motivos de sua ampla disseminação pelo mundo) e para extração de tanino. Embora apresente baixa qualidade, sua madeira também é usada  na  construção  civil  e  confecção  de  artesanatos.  Seus  frutos  são  bastante  apreciados  para  consumo  humano  e  usados  para  produção  de  doces  e  geléias.  

Em  algumas  regiões,  madeira, raízes, frutos e sementes costumam ser utilizados na medicina popular.  

As folhas são empregadas na medicina popular como antiiflamatórias, cicatrizantes, anti-sépticas e, especialmente, como antidiarreicas.

variedades:

quatroespécies principais de Syzygium cujos frutos são conhecidos como jambo, todas nativas do continente asiático:
 
S. malaccense: Jambo-vermelho ou Jambo-roxo, com frutos vermelhos, adocicados e levemente ácidos;
S. jambos: Jambo-amarelo, com frutos amarelados, de sabor fraco;

S. jambolana: Jambo-rosa, com frutos rosados, sabor semelhante ao jambo-vermelho;



S. aqueum: Jambo-branco ou Jambo-albino, com sabor adocicado, mas pouco cultivado no Brasil.

Em algumas regiões, o jamelão, fruto pequeno e negro da Syzygium cumini, é conhecido em certos lugares como "jambo","Jambre" ou "jambolão".


propriedades:


O jambo é uma boa fonte de ferro, proteínas e outros minerais. Os frutos apresentam 28,2% de umidade, 0,7% de proteína, 19,7% de carboidratos, contendo entre eles vitaminas como A (beta caroteno), B1 (tiamina), B2 (riboflavina), minerais como, ferro e fósforo. Em 100g de polpa, tem 50 calorias.

cultivo:

Clima e Solo: é encontrado em locais de clima quente e úmido, com boa distribuição de chuvas e diversos tipos de solos, sem problemas de drenagem.

Propagação: o jambeiro-rosa é propagado por sementes ou alporquia.


Fontes:
pt.wikipedia.org
www.mma.gov.br
http://www.scielo.br





























Comentários

  1. aonde encontra mudas ou sementes de jambra branco

    ResponderExcluir
  2. Vocês não vão acreditar no que eu li agora mesmo.

    Cara, eu fiquei abismado com o que acabei de encontrar.

    Eu estava pesquisando sobre syzygium jambos e consta uma informação no texto que me deixou curioso, consta lá que as sementes do jambo amarelo são muito venenosas.

    Cara, que negócio doido, ainda bem que não mordi as sementes.

    Chega me arrepiar em pensar que eu poderia, por curiosidade, lascar o dente naquela semente.

    A informação mais relevante é que uma quantidade desconhecida de ácido cianídrico foi encontrada nas raízes, caules e folhas. Além disso, um alcalóide, a jambosina, foi encontrado na casca da árvore e nas raízes, e as raízes são consideradas venenosas.

    Alguém sabe me informar se essa informação procede? Se alguém puder me ajudar com isso, ficarei muito grato.

    Se eu encontrar algo primeiro, volto aqui para avisar se a informação é procedente.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Postagens mais visitadas deste blog

Boa-noite - Catharanthus roseus.

Algumas flores encontradas no Nordeste.

Xique-Xique (Pilocereus gounellei)