Lindos Pássaros Com As Mais Exuberantes e Coloridas Plumagens

Imagem
Um vídeo impressionante de diversos pássaros exibindo suas belíssimas plumagens coloridas está deixando os internautas boquiabertos! “Pássaros coloridos”, diz a legenda compartilhada junto com o clipe no Instagram. O vídeo, publicado há alguns dias, já recebeu mais de 100 milhões de visualizações, além de mais de 7 milhões de curtidas e milhares de comentários de internautas que ficaram impressionados com a beleza das aves. “Oh meu Deus, que beleza”, disse um usuário do Instagram. “Não há artista maior que Deus”, afirmou outro. “Mesmo com efeitos, são especiais”, comentou um terceiro internauta. “Criação divina é algo que esta além da nossa compreensão, tudo perfeito”, escreveu mais um. De acordo com o site Pet Helpful, a araracanga, também conhecida como arara-escarlate, é um dos pássaros mais coloridos do mundo. Nativa da América do Sul, essa arara de grande porte exibe cores vermelhas, amarelas e azuis muito proeminentes em suas plumagens. Fontes:  MSN | Hotmail, Notícias, Famosos,

Açafrão do Prado - Colchicum autumnale

CLASSIFICAÇÃO:

  • Nome comum:Açafrão do Prado
  • Família:Colchicaceae
  • Gênero:Colchicum
  • Espécie:Colchicum autumnale
  • Classe:Liliopsida
  • Ordem:Liliales
  • Sinonímia: Synsiphon Regel, Merendera Ramond, Bulbocodium L.

O Açafrão do Prado é considerado um veneno mortal, devido a presença de colchicina, seu uso terapêutico é muito restrito, no tratamento do ácido úrico.

Descrição : Planta da família das Liliaceae, tambêm conhecido como açafrão de outono, açafrão do prado ou mulher nua.
É uma planta ornamental que produz uma flor que se assemelha ao verdadeiro açafrão, mas a floração ocorre no outono.
O nome de mulher nua vem do fato de que as flores emergem do solo muito tempo depois que as folhas já morreram.
A planta tem sido confundida com forrageiras para gado, que lembra vagamente, mas é um veneno mortal, devido à presença de colchicina, uma droga útil com um restrito uso terapêutico .
Os sintomas de envenenamento por colchicina se assemelham aos de arsénio e não há antídoto. Apesar de sua toxicidade, a colchicina é aprovado pelo F.D.A. - E.U. A para o tratamento de gota e Febre Familiar do Mediterrâneo e também é usado no melhoramento de plantas para a produção de poliplóides cepas.

Parte utilizada:

Flores, bulbo, sementes.

Usos Medicinais:

Indicações:

Gota (reduzir as febres, dores e o inchaço, eliminar o ácido úrico), câncer (leucemia, porque inibe a divisão celular), homeopatia (dores em geral, reumatismo, desordens gastrintestinais, diarréia e náusea), erupções da pele (uso externo).

Princípios Ativos: Colquicina, lipídios, taninos, açúcar.
Propriedades medicinais: Analgésica, anti-cancerígena, antiinflamatória, depurativa.
Contra-indicações/cuidados: veneno mitótico, bloqueia a divisão celular. O envenenamento por sementes ou flores é mortal. Só usado na homeopatia (dor em geral, diarréia, náusea, gota).

O excesso causa dores gástricas, diarréia e danos renais. Pode causar anormalidades fetais; não deve ser dado às mulheres grávidas ou pacientes com doença renais. O uso prolongado pode causar perda de cabelo, desordens do sangue, dores musculares, fraqueza e formigamento nas mãos e pés. O envenenamento por consumo das sementes ou das flores é freqüentemente mortal.

O envenenamento manifesta-se por: salivação, vômitos, diarréia sangrenta, cãibras, paralisia geral, dor gástricas, danos renais, anormalidades fetais, perda de cabelo, desordens do sangue, dor muscular, fraqueza, formigando nas mãos e pés.

combate ao câncer:

Existem estudos no univerdade de Bradford, conduzidos pelo doutor Laurence Patterson, de um remédio a base de colquicina no combate ao câncer.

O remédio foi testado com em camundongos contra câncer de mama, intestino, pulmão e próstata, porêm acredita-se ser eficiente contra qualquer tipo de tumor sólido.
Nos testes de laboratório, metade dos camundongos ficou completamente curada após uma única injeção da droga e houve redução no ritmo de crescimento dos tumores em todos os animais testados.

A nova droga produzida a partir do açafrão-do-prado circula na corrente sanguínea, e é ativada por uma substância química emitida por tumores malignos.

Ela ataca as células cancerosas que se espalharam, mas deixaria intactos os tecidos saudáveis.É o que diz o estudo.

Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br/










Comentários

  1. Aprendi com uma tia-avô (curandeira, ou "bruxa") a conhecer muitas ervas medicinais, incluindo algumas para o tratamento do cancro, a que ela chamava o "nascido". O cólquico é uma delas, o seu uso é muito perigoso, tem de ser feito sob rigorosa vigilância. Ainda há outras, para o cancro, e para inúmeros problemas de saúde, algumas ultrapassam "teimosias" médicas. Como dizia Nostradamus: "Suspeito que a Natureza tem resposta para todos os males".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como ela ensinou a preparar o cólquico para o tratamento do cancro?

      Excluir
    2. Ensinou, mas requer muito cuidado, assim como o uso de outras plantas anti-cancerígenas, como a "vingança-de-vizinha", que é mais eficaz no tratamento do cancro que o cólchico, mas igualmente perigosa. menos perigosa, ainda que tenha algumas contra-indicações, é a chamada "viúva-alegre" e a "viuva-triste", que são da mesma família

      Excluir
    3. Ensinou, mas requer muito cuidado, assim como o uso de outras plantas anti-cancerígenas, como a "vingança-de-vizinha", que é mais eficaz no tratamento do cancro que o cólchico, mas igualmente perigosa. menos perigosa, ainda que tenha algumas contra-indicações, é a chamada "viúva-alegre" e a "viuva-triste", que são da mesma família

      Excluir
    4. Poderia, por favor, me dizer apenas para fins de estudo, como ela usava o cólquico e a "vingança-de-vizinha" para este tratamento? Ou até mesmo das "viúva-alegre" e "viuva-triste"? Grato desde já.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ela não usava o cólquico, não havia por lá Quanto à que chamava "vingança-de-vizinha", o seu uso é perigoso, apenas as sementes ou o látex, já que é muito tóxica, requer vigilância. A "viúva-alegre" são as sumidades floridas, às vezes as raízes. Não é tóxica como a "vingança-de-vizinha", mas tem uma série de contra-indicações, incluindo certos tumores, pois ainda que seja antimitótica não pode ser usada em alguns tumores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonor, muito obrigado pelos esclarecimentos. Porém não encontrei nenhuma referência à planta "vingança-de-vizinha", será que a Sra. teria o nome científico dela ou o nome mais comum? Estou ciente dos riscos e das toxicidades que estas plantas apresentam, minhas avós também eram experientes nas ciências das plantas, porém morreram quando eu era ainda pequeno. Se possível, por gentileza, tem como a Sra. colocar alguma referencia na internet para foto ou texto que mostre cada uma destas plantas (viúva alegre, viúva triste e vingança de vizinha)? Obrigado pela disponibilidade e pela ajuda.

      Excluir
  4. Ela não usava o cólquico, não havia por lá Quanto à que chamava "vingança-de-vizinha", o seu uso é perigoso, apenas as sementes ou o látex, já que é muito tóxica, requer vigilância. A "viúva-alegre" são as sumidades floridas, às vezes as raízes. Não é tóxica como a "vingança-de-vizinha", mas tem uma série de contra-indicações, incluindo certos tumores, pois ainda que seja antimitótica não pode ser usada em alguns tumores.

    ResponderExcluir
  5. Gente eu tenho isso no Jardim de casa! A flor é linda. Que medo agora.

    ResponderExcluir
  6. Como plantar? Achei uns bulbos num vaso qminha mãe ganhou comi orquídea. Parece alho e quando peguei, os bulbos se separaram.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

Postagens mais visitadas deste blog

Algumas flores encontradas no Nordeste.

Boa-noite - Catharanthus roseus.

Xique-Xique (Pilocereus gounellei)