Postagens

Mostrando postagens de 2022

Caverna Sơn Đoòng - A maior caverna do mundo.

Imagem
Sơn Đoòng é uma caverna localizada na província de Quảng Bình, no Vietnã, a 500 km ao sul de Hanói, perto da fronteira Laos-Vietname. Atualmente é considerada a maior caverna do planeta e situa-se no Parque Nacional de Phong Nha-Kẻ Bàng, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 2003. A maior destas cavernas tem 200 metros de altura e 150 metros de largura, e a outra possui 150 metros de altura e 130 metros de largura. Existem diversos critérios para medir o tamanho de uma caverna, e neste caso foi levado em conta a amplitude da sala. Em abril de 2009, a existência de uma grande caverna de 6,5 km, com uma largura preliminar de 150 m, foi revelada ao público no Parque Nacional Vietnamita Phong Nha-Ke Bang. A gruta de Sơn Đoòng foi encontrada em fevereiro de 2009 quando um grupo de cientistas britânicos da Associação Britânica de Investigação de Grutas, dirigida pelo casal Howard e Limbert Deb, organizava uma visita em Phong Nha-Ke Bang marcada para de 10 a 14 de abril de 2009. U

A Neblina Enfeitando Paisagens Naturais

Imagem
 Veja que o que é bonito pode se tornar ainda mais bonito na neblina.

Você conhece o Jenipapo?

Imagem
Jenipapo é o fruto do jenipapeiro ( Genipa americana ), uma árvore que chega a vinte metros de altura e é da família Rubiaceae , a mesma do café. É encontrada em toda a América tropical. No Brasil, encontramos pés de jenipapo nativos na Amazônia e na mata atlântica, principalmente em matas mais úmidas, ou próximo a rios — a planta inclusive aguenta encharcamento. Em guarani, jenipapo significa "fruta que serve para pintar". Isso porque, do sumo do fruto verde, se extrai uma tinta com a qual se pode pintar a pele, paredes, cerâmica etc. O jenipapo é usado por muitas etnias da América do Sul como pintura corporal e some depois de aproximadamente duas semanas.  A bela coloração azul-escura formada deve-se ao contacto da genipina contida nos frutos verdes com as proteínas da pele, sob ação do oxigênio atmosférico. Para os índios tupi e guarani era quase que um ritual: colher os frutos do jenipapo (Genipa americana) ainda verdes, extrair deles um sumo esbranquiçado e aplicá-lo na