Pages

quarta-feira, 8 de maio de 2019

É verdade que existe um Escorpião Voador???

A resposta é simples SIM e NÃO. Caaaalma que eu vou explicar.

Vamos primeiro entender a história: apesar de imagens do bicho já rolaram a algum tempo na rede, foi apenas no ano passado que ganhou repercussão, quando um americano fez algumas publicações no fórum Reddit e no Imgur postando a foto do bicho que segundo ele tinha sido encontrado na sua casa. Lá se afirmava que se tratava de uma nova espécie de escorpião que tinha surgido na Austrália e que tava se espalhando pelo mundo de forma descontrolada.

Depois disso já se sabia o que ia acontecer... Várias notícias bombaram na internet, inclusive dizendo que muitas pessoas já haviam morrido depois de serem picados pelo inseto. Inclusive houve até quem dissesse que o "escorpião voador" já tinha sido encontrado na Amazônia brasileira.

Agora, vamos explicar o porque do SIM e do NÃO em minha resposta.

Confesso que quando vi a postagem, fiquei bem curioso, mas como sabemos que a internet é cheia de fake news, fui pesquisar.

Não é que o bicho existe mesmo! Por isso o SIM na resposta. Mas e o NÃO?
Existe sim, mas não é nenhuma espécie nova, muito menos de escorpião. Ele já foi uma mosca, isso mesmo que você ouviu e até hoje é conhecido com mosca-escorpião. Mais abaixo eu explico.

Mas e aquele ferrão na cauda??? Não é um ferrão e nem uma cauda. Apesar de parecer e muito com o aguilhão dos escorpiões, trata-se apenas do órgão sexual do inseto, ou seja, o pênis.

O nome científico deste inseto é Panorpa Communis (veja que o chamo de inseto e não de aracnídeo, classe a qual pertence os escorpiões). Ele pertence a ordem Mecóptera, e como todo bom mecóptero, não tem veneno e alimenta-se apenas de insetos mortos, néctar e frutas podres, o que o torna inofensivo ao ser humano.

Até 1886, os mecópteros eram considerados membros da ordem Diptera, que inclui as moscas e os mosquitos, estando a primeira referência à eles presente no livro “De animalibus insectis libri septem, cum singulorum iconibus ad vivum expressis”, publicado em 1602 por Ulisse Aldrovandi.(Informação obtida na Wikipedia)

Atualmente, os Mecopteros (do grego Mecos= longo, e ptera= asas),  constituem uma nova ordem de insetos relativamente pequena, com aproximadamente 550 espécies descritas, das quais 90% pertence às famílias Panorpidae e Bittacidae, sendo muito comuns no hemisfério norte. Entretanto, há um total de 9 famílias já identificadas

Como diria o Chapolin Colorado, "palma, palma, não priemos cânico". Como vimos não é nenhuma nova espécie que chegou para por fim a humanidade. Pode dormir sossegado, pois ainda não é o apocalipse.

P.S.: nas minhas pesquisas encontrei pessoas dizendo que a ferroada deste inseto transformava as pessoas em zumbis. Não sei o que eles fumaram, mas acho que  estão levando The Walking Dead muito a sério kkkkk.

Um abraço e até a próxima postagem.

Fontes:
https://www.wikipedia.org
https://www.nature.com
https://science.sciencemag.org






0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

 

Blogger news

Nº de Visualizações

About