Pages

terça-feira, 26 de junho de 2018

Olho-de-marujo - Ventricaria ventricosa


A imagem acima pode até parecer mostrar uma bola de pilates meio murcha, mas, na verdade, o que vemos ali é um exemplar de um organismo conhecido pelos nomes populares “olho-de-marujo” e “alga-bolha” e que consiste em um dos maiores seres unicelulares do planeta. Isso mesmo, caro leitor, a bolota é formada por uma única e enorme célula! Confira outra imagem:

Olho-de-marujo

O organismo que você acabou de ver — da espécie Ventricaria ventricosa — consiste em uma alga marinha que costuma ser encontrada em regiões tropicais e subtropicais de todo o mundo, incluindo aqui no Brasil, e já foi observada a até 80 metros de profundidade. Geralmente, os olhos-de-marujo vivem afixados em restos de coral, podendo crescer individualmente ou em grupos.

Com relação à reprodução, ela ocorre por meio da divisão celular segregativa. Explicando um pouquinho melhor como isso se dá, a alga consiste em um organismo unicelular, conforme já dissemos, mas em um organismo unicelular multinucleado. Então, a partir dessa célula-mãe, se desprendem as células-filhas que darão origem a novos olhinhos-de-marujo.

Nós também comentamos que os organismos consistem em uma única e enorme célula, não é mesmo? Mas não falamos sobre o tamanho que as algas alcançam! Pois elas podem medir de 1 a até pouco mais de 5 centímetros de diâmetro — o que significa que, embora sejam grandes, quando comparadas às células humanas, por exemplo, não se trata de bolotas descomunais. O mais apropriado mesmo seria chamá-las de “bolotinhas”.

Sobre as cores e formatos dos organismos, tipicamente, as algas são esféricas ou ovaladas, e a coloração pode variar do verde vivo ao verde azulado, mas também existem exemplares quase pretos e prateados. E aí, caro leitor, você já conhecia essa espécie?

Fonte: www.megacurioso.com.br

Galeria:








0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação!

 

Blogger news

Nº de Visualizações

About