Pages

sábado, 4 de dezembro de 2010

Flamboyant (Delonix regia)

  

Com toda certeza uma das plantas mais belas do mundo. Sua beleza já foi descrita em vários poemas, até mesmo o rei Roberto Carlos já se rendeu a seus encantos:
"Recordo a casa onde eu morava
o muro alto, o laranjal
meu flambuaiã na primavera
que bonito que ele era
dando sombra no quintal" (Meu pequeno Cachoeiro)
Delonix regia também conhecida por flor-do-paraísopau-rosaflamboyant e acácia-rubra, é uma árvore da família das leguminosas (Fabaceae). É nativa da ilha de Madagáscar, no continente africano.
Embora esteja ameaçada de extinção no estado selvagem, é muito cultivada pelo seu valor ornamental. 
Adaptou-se muito bem em toda a América tropical, sendo muito popularizada nas ilhas do Caribe. No Brasil é usada na arborização de ruas e praças.
Apesar de ser muito ornamental devido às suas belíssimas flores, seu uso na arborização urbana fica recomendado apenas a parques e grandes espaços, devido à sua altura média de 7 a 10 m e suas raízes muito superficiais e danosas, que destroem as calçadas ao seu redor. Uma boa opção é plantar o flamboyanzinho que é também bastante ornamental mas com um porte menor e sem o problema com as raízes.
Suas folhas são caducifólias, medem em média 30 a 60 cm de comprimento, são pecioladas (haste) e revestidas por pêlos finos e curtos, recompostas com foliólulos pequenos medindo de 1 a 1,5 cm de comprimento, e caducos (decíduos). A sua copa tem um formato largo (oblongo) e seu crescimento é relativamente rápido. Suas flores são majestosas e de cor vermelha-alaranjada ou amarelas. Cada flor possui 5 pétalas, sendo uma delas maior, com face superior rajada de vermelho ou laranjando sobre um fundo branco com bordas avermelhas, e 5 sépalas.
A época de floração é de outubro adezembro. O seu fruto é do tipo vagem, conhecido também como legume. De coloração castanho escuro, possui tamanho avantajado e permanece na árvore por mais de seis meses. A semente é dura, alongada, com 1,70 cm de comprimento em média (nunca mais de 2 cm), e sua coloração é castanho claro.
Modo de cultivo:
Desenvolve-se bem em locais ensolarados e aprecia solos bem drenados de fertilidade média.
As mudas em viveiro são comercializadas em tamanho padrão de 2,80m dentro de vasos.  Para plantar as mudas, abrir a cova o dobro do tamanho do torrão, acrescentar adubo animal curtido, cerca de 1 litro/cova, misturado com o composto orgânico. Adicionar adubo granulado tipo NPK formulação 10-10-10, cerca de 200 gramas/cova, misturando.

Colocar o tutor antes de colocar o torrão, amarrando a muda com cordão de algodão.  Colocar o restante do composto e apertar a muda para fixar. Regar bem.
Fazer um camaleão ao redor da muda, para regar sem que a água escorra para outro lugar. Regar novamente. Por mais de 10 dias regar a muda diariamente.

Seu efeito cênico melhor é em parques ou jardins grandes. Desenvolve-se bem em regiões litorâneas, mas com vento moderado. 
Pode ser cultivado desde o llitoral norte do Rio Grande do Sul até São Paulo. Para jardins condominiais e particulares que têm piscina deverá ser evitado seu cultivo devido à queda das folhas no outono.
 

Blogger news

Nº de Visualizações

About