Pages

Mais Visualizados

Boa-noite - Catharanthus roseus.

A Catharanthus roseus é uma planta rústica e pouco exigente nativa e endêmica de Madagáscar. Na natureza selvagem esta espécie se encontra em processo de extinção, isso por causa da destruição do habitat pela queima e a agricultura.

Flores do Nordeste

Algumas flores encontradas no Nordeste.

Cica - Cycas revoluta

As Cycas, único gênero nessa família, são verdadeiros fósseis vivos, tendo sido muito abundantes no período jurássico.

Mucunã - Mucuna pruriens

A mucunã é uma planta pertencente à família Fabaceae. É conhecida popularmente como mucunã, mucunã-de-caroço e olho-de-boi, e encontra-se distribuída nas regiões de Planta proveniente da Índia, reconhecida pelas suas propriedades afrodisíacas.

Noni - Morinda citrifolia

O Noni contém muitos alcalóides que ajudam ao corpo humano a regenerar as cédulas danificadas e a incrementar as defesas do mesmo, de forma natural.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Cravina - Dianthus chinensis


A cravina é uma miniatura de cravo. É uma planta Bienal ou perene. Suas flores são solitárias, dobradas e de cor branca, rosa, violeta ou vermelha, com tonalidades e mesclas destas cores. Essa pequena planta florífera nativa da China se caracteriza pela presença de lindas flores formadas por várias pétalas longas que geralmente possuem cores quentes e de diferentes tonalidades em seu centro e em sua borda. Suas principais características são: Atrai abelhas, Atrai borboletas, Flores comestíveis, Flores perfumadas, Pode ser plantada em vasos.

CARACTERÍSTICAS GERAIS:

Classificação Científica e
Reino: Plantae
Divisão: Angiosperms
Classe: Eudicots
Ordem: Caryophyllales
Família:
Gênero:
Espécie:
Caryophyllaceae
Dianthus
D. chinensis
É uma planta de porte baixo que alcança, no máximo, 40cm de altura. Há cravinas mini e outras de tamanho um pouco maior. Todas são agradavelmente aromáticas.

Da mesma família dos cravos ou craveiros (Dianthus caryophyllus) que são maiores do que as cravinas e tão aromáticos quanto.

A flor é pequena e com grande variedade de cores vivas, muito aromática e amiga das abelhas, é uma ótima opção para você cultivar na primavera. É fácil de manter, muito resistente e duradoura. Não deve ser mantida em ambientes internos devido à sua necessidade de sol direto.

Você poderá semear em canteiros, jardineiras ou vasos, mantendo-os a pleno sol e com fartura de água. O principal é que o substrato tenha boa drenagem.


CULTIVO:


A terra adequada para o cultivo de cravinas é uma mistura de terra orgânica bem adubada areia grossa, a 50%, que você vai usar para encher as covas, nos canteiros, os vasos e jardineiras. Não se esqueça da camada de pedrisco forrando o fundo, pois a cravina não aceita encharcamento do solo.

Você poderá comprar mudas já formadas ou semear as sementes e, em duas semanas, terá mudinhas brotando.

A cravina forma touceiras, um aglomerado de caules e raízes, que podem ser divididas aumentando o número de vasos. Então, de uma muda comprada você poderá fazer 4 ou mais vasos ou espalhar a cravina na sua jardineira da janela. Em poucos dias a planta se recuperará do procedimento que lhe dividiu as raízes e continuará seu processo de florescimento.


Pode ser plantada tanto em jardins quanto em vasos graças ao seu pequeno porte, no entanto é uma planta que necessita de muita luz, se desenvolvendo melhor a pleno sol, logo se pretende cultivá-la em vaso, certifique-se de posicioná-lo em lugar devidamente iluminado para obter melhores resultados. Embora ela não tenha problemas com o sol a pino, o clima abafado deixa essa planta enfraquecida, ela se desenvolve bem melhor em lugares de climas mais amenos.

Época de Floração
Floresce no Inverno. Aprecia o clima frio para florescer.

Época de Plantio
Deve ser plantada no outono e no verão

Requerimento de Luz
Devem ser cultivadas a pleno sol. Subtropical, Temperado, Tropical

Dimensões
De 30 a 45 cm de altura

Tempo de Germinação das Sementes
As sementes demoram de 7 a 14 dias para germinar

Mistura para solo
Utilize um solo rico em matéria orgânica e com boa drenagem para que o acumulo d’água não estimule a propagação de fungos que podem trazer doenças as suas plantas. Para isso misture fertilizante orgânico e areia grossa ao solo onde pretende plantar a Cravina. Irrigue de forma a mantê-lo sempre ligeiramente úmido, em dias alternados geralmente é o suficiente para épocas não muito secas ou quentes

Adubação
Prefere fertilizante orgânico.

Manutenção
Irrigue de forma a mantê-lo sempre ligeiramente úmido, em dias alternados geralmente é o suficiente para épocas não muito secas ou quentes

Fontes:

https://www.planetasementes.com.br
https://www.greenme.com.br
https://www.jardimdaterra.com.br
http://www.cuidar.com.br
http://www.jardineiro.net

Galeria:














 

Blogger news

Nº de Visualizações

About